Protesto na Santa Casa: servidores com salários em atraso podem entrar em greve

Captura de Tela 2020-01-14 às 12.06.56

Servidores da área da Saúde, que atuam na Santa Casa de Misericórdia de Pelotas realizaram assembleia e ato de protesto contra as más condições de trabalho e salários atrasados.

Os manifestantes chegaram a interromper o trânsito na rua Gen. Neto. Cerca de 150 trabalhadores participaram do protesto, e encaminharam documento à Provedoria da Santa Casa com as reivindicações da categoria.

O Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde de Pelotas cobra mais transparência nas contas do hospital. “Toda semana chega notícia de emenda de deputado tal, emenda daqui e dali, dinheiro do governo estadual chegando, governo federal mandando verba e cadê o dinheiro do trabalhador?”, cobrou a presidente do Sindisaúde, Bianca de Carla.

Há salários atrasados desde novembro de 2019. Não está descartada a paralisação dos serviços. “Para não ter greve, tem que ter salário”, disse a presidente no encerramento da assembleia na rua.

Contraponto

Segundo os parlamentares que contemplam a Santa Casa com Emendas, os recursos são específicos para obras e manutenção do hospital. E não podem ser utilizados para cobrir a folha de pagamentos dos servidores.

Por outro lado, a Provedoria da Santa Casa, continua aguardando o repasse de verbas da União e Estado para colocar em dia os salários dos seus servidores.

Fonte: Diário da Manhã