Bancos públicos: fundamentais à nação

tag_site_bancos_públicos.cdr

Valorizar e mostrar para a sociedade a importância da Caixa, Banco do Brasil, BNB, BNDES e demais bancos públicos, instrumentos vitais para o enfrentamento das desigualdades sociais e regionais do Brasil. Estes foram os principais objetivos dos atos realizados na última sexta-feira (04/10).

Com atividades por todo o país, a categoria bancária alertou sobre o desmonte em curso com as ameaças do governo em torno de áreas rentáveis da Caixa Econômica Federal, como as loterias, ativos, seguros e cartões. A gestão do FGTS também corre risco com o interesse dos bancos privados.

Ainda foi ressaltada a necessidade de manter a mobilização contra a venda da Lotex. O leilão está previsto para o dia 22 deste mês. Até lá, a resistência será fundamental.

O Dia Nacional em Defesa dos Bancos Públicos também serviu de alerta para a intenção do governo de privatizar o BB, um dos principais financiadores da agricultura familiar. A instituição financeira passa por sucateamento que atinge o funcionalismo, com corte de vagas, fechamento de agências e departamentos, além de extinção de funções. Sem esquecer das ameaças de acabar com a Cassi.

As atividades destacaram, ainda , a importância do BNB para a região Nordeste, onde opera o Crediamigo, maior programa de microcrédito produtivo orientado da América do Sul. O Banco do Nordeste lucrou, no primeiro semestre deste ano, R$ 744,8 milhões, e só no ano passado, injetou, na Bahia, R$ 8,1 bilhões (20% de todo o orçamento anual do Estado).

Com informações Sindicato dos Bancários da Bahia