Contraf-CUT entrega ao BB documento para garantir direitos dos funcionários

desbancarização12Daniel Castellano-3303-kl3-U201252890355JlB-1024×683@GP-Web

Documento visa impedir impactos da lei trabalhista sobre ACT Durante reunião de negociação permanente entre a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) com o banco, ocorrida na quinta-feira (14), a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) entregou aos representantes do BB um termo de compromisso de manutenção dos direitos dos trabalhadores, mesmo depois que a nova legislação trabalhista (Lei 13.467/2017) entre em vigor. “Vários pontos de nosso acordo coletivo poderão ser alterados com a entrada em vigor da nova…

Leia Mais

BB descomissiona dez gerentes em um único dia

charge_terrorismo_bb (1)

Política de terror implantada logo após reestruturação deixa funcionários ainda mais inseguros; Sindicato já solicitou reunião urgente para tratar do caso Em apenas um dia, na sexta-feira 15, o Banco do Brasil descomissionou dez gerentes em São Paulo, dos quais sete gerentes gerais de agências e três gerentes de conta. A atitude causou ainda mais insegurança entre os bancários, que ainda se recuperam da reestruturação pela qual passou o banco, há cerca de seis meses. A reestruturação provocou mudanças nas agências, nas carteiras de clientes,…

Leia Mais

Bancários denunciam piora nas condições de trabalho

download

Depois do fechamento de 402 agências, transformação de outras 379 em postos avançados de atendimento (PAA) e quase nove mil demissões, as condições de trabalho dos funcionários do Banco do Brasil pioraram muito. Inúmeras denúncias de gerentes de PAA que estão atuando como gerentes gerais, sobrecarregados e sem receber salário por isso. Gerentes de PAA estão recebendo comunicados como se fossem administradores, convocados para reuniões de gerentes gerais. A única saída possível para esse caos está na luta coletiva. Os funcionários devem se conscientizar que…

Leia Mais

BB fecha mais agências em Porto Alegre

desbancarização12Daniel Castellano-3219-kUqE-U201190556758bED-1024×576@GP-Web

Movimento sindical quer assegurar realocações sem prejuízos aos bancários A nova fase da reestruturação no Banco do Brasil, “para variar”, foi anunciada de forma atropelada na sexta-feira, 21 de julho. Os clientes de diversas agências foram comunicados pela internet e por torpedo que sua agência iria mudar, entretanto os bancários das unidades atingidas nada sabiam sobre o assunto. Mais uma vez o Banco do Brasil tratou seus funcionários como números e eles foram os últimos a saber das migrações às quais seriam submetidos. A diretora…

Leia Mais

STF dá um tiro no direito de greve

stf-da-um-tiro-no-direito-de-greve_bd0162e994736fdf620990bf12132cc2

  O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu o julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 846.854 e fixou tese de repercussão geral, definindo que “a justiça comum, federal ou estadual, é competente para julgar a abusividade de greve de servidores públicos celetistas da Administração pública direta, autarquias e fundações públicas” O artigo 9º da Constituição Federal e o artigo 1º da Lei 7783/1989 (Lei da Greve) dizem que “é assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses…

Leia Mais

Banco do Brasil é condenado a reintegrar bancário por danos morais em Rondônia

banco-do-brasil-e-condenado-a-reintegrar-bancario-e-pagar-in_6365aa25122aaf47814c9d3f9d5c4eb6

O Banco do Brasil foi condenado, em ação julgada pela juíza do Trabalho Mônica Harumi Ueda, da Vara do Trabalho do município de Colorado do Oeste-RO, a reintegrar, num prazo de oito dias após trânsito em julgado, um ex-funcionário demitido por justa causa em julho de 2015. A reintegração deve ser no mesmo cargo que ex-funcionário ocupava e com todas as vantagens que auferia (salários vincendos e vencidos) e consectários legais, tais como férias, 13º salário, FGTS, gratificações, PLR, auxílio alimentação, adicionais e demais verbas…

Leia Mais

Banco do Brasil reduz salário e ainda dificulta empréstimo

humilhacoes_a_descomissionados

Bancários que perderam função e não conseguem mais pagar as contas denunciam humilhações e impedimentos na concessão de crédito; Sindicato está apurando a situação e orienta que funcionários denunciem. Os funcionários descomissionados na reestruturação do Banco do Brasil tiveram redução salarial e estão indignados com a empresa, que não garante nem realocação na função e nem manutenção salarial até a recolocação; e ainda exige muitas informações sobre a vida pessoal do trabalhador para renegociar suas dívidas de cheque especial, cartão de crédito, CDC e outras…

Leia Mais

Desmonte do BB segue em ritmo acelerado

temer caneta

O processo de desmonte do Banco do Brasil, capitaneado pelo governo Temer, segue a passos largos. A instituição tem investido de forma contundente na ampliação dos escritórios digitais. Por outro lado, o número de agências teve queda brusca. No país, o banco fechou 402 unidades bancárias e transformou 379 em postos de atendimento. Ao todo, 9 mil postos de trabalho foram extintos. Ao contrário do divulgado, o processo de reestruturação, iniciado em 2016, não visa apenas reduzir custos, faz parte da estratégia do governo de…

Leia Mais

Governo Temer quer desmontar a Cassi junto com o Banco do Brasil

governo-temer-quer-desmontar-a-cassi-junto-com-o-banco-do-br_58e274a03643aef4ec1644055f38aa76

Minutas de Resolução atribuídas à Comissão Interministerial de Governança Corporativa e Administrativa de Participações Societárias da União, órgão vinculado ao Ministério do Planejamento, vazaram nas redes sociais e demonstram que o Governo Temer está agindo para desmontar a Cassi e os planos de saúde que atendem os funcionários de todas as empresas públicas federais. Segundo os documentos, que não são oficiais, o governo pretende estabelecer várias mudanças nos planos de saúde de autogestão, como é o caso da Cassi, criando limites de custeio e outras…

Leia Mais

Em São Paulo, BB obriga funcionários a trabalhar em agência cheia de fumaça

whatsapp_image_2017-07-21_at_12.13.08

O Sindicato dos Bancários de São Paulo interrompeu as atividades em uma agência do Banco do Brasil no centro de Taboão da Serra-SP, por falta de condições de trabalho e desrespeito à saúde dos funcionários. Um reparo no autoatendimento espalhou fumaça, mau cheiro e fuligem pelo local, tornando o ambiente insalubre. Funcionários da agência entraram em contato por meio dos canais de denúncia do Sindicato na quinta-feira 20. Dirigentes foram ao local na sexta 21 e constataram a situação precária. Os trabalhadores relataram que muitos…

Leia Mais