A força negra na construção de Pelotas

rio grande do sul – debret

O cheiro da carne apodrecida, e a sombra das aves em busca dos restos destas davam a entender que as charqueadas estavam próximas. Cruzando portos ao longo do Brasil, o rio São Gonçalo era a última parada para a longa jornada de escravos africanos e seus descendentes. Pelotas era o destino dos desafortunados, não que existisse uma diferença clara entre escravidão boa e ruim, mas pelo seu clima gélido e úmido no inverno, e pela sua incessante – e brutal – rotina de trabalho nos…

Leia Mais