Prevenção do suicídio é tema de conversa no Contraponto

ENTREVISTA SETEMBRO AMARELO

Mês de setembro é marcado pela valorização da vida

No programa Contraponto da última quarta-feira (4), da RádioCom 104.5 FM, a prevenção do suicídio foi o tema da conversa com os psicólogos João Arturo e Malu Duarte. Durante a entrevista, os profissionais abordaram a campanha Setembro Amarelo e a importância do diálogo sobre o assunto.

A conversa tratou diversos aspectos sobre suicídio. Conforme afirmou João, os transtornos mentais são, geralmente, multifatoriais. “São muitas questões, como exclusão social, vulnerabilidade social, estrutura familiar e mais uma série de coisas que podem influenciar o ser humano a querer tirar a própria vida”, disse. O psicólogo também enfatizou a importância da psicoterapia no tratamento de transtornos mentais.

Os psicólogos também salientaram a importância de conversar sobre o assunto.”Muitas pessoas têm a falsa impressão que falar sobre suicídio acaba dando margem para as pessoas cometerem o ato, mas, na verdade, através da conversa, a gente valoriza justamente o contrário disso: a vida. É importante falar sobre nossas dores e nossas angústias ao invés de achar que o suicídio é a unica forma de lidar com o sofrimento”, disse Malu.

Setembro Amarelo

Na oportunidade, os profissionais também abordaram a campanha Setembro Amarelo, que tem como objetivo conscientizar a população sobre a prevenção do suicídio. Conforme disse João, a questão do suicídio não era falada e ainda é tratada como tabu, e,  justamente por isso, é muito importante que existam movimentos como o Setembro Amarelo.

“A campanha Setembro Amarelo é sempre muito legal, por que muitos psicólogos estão mobilizados e sempre acontecem muitas palestras e rodas de conversa sobre o tema”, ressaltou Malu.

A campanha Setembro Amarelo teve início no Brasil em 2o15, numa iniciativa promovida pela parceria entre o Centro de Valorização da Vida (CVV), o Conselho Federal de Medicina e a Associação Brasileira de Psiquiatria. As primeiras atividades relacionadas à campanha foram realizadas em Brasília, e, pouco tempo depois, o resto do país aderiu ao movimento.

 

Imprensa Seeb Pelotas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *