Viver é melhor que sonhar: RádioCom completa 18 anos de vida e de luta

61098279_325018138191283_6661014708637663232_n

O dia 12 de junho é sempre lembrado pelos apaixonados. Mas essa data, de forte apelo comercial, possui um significado especial para quem sabe que, embora “o amor seja uma coisa boa, qualquer canto é menor do que a vida de qualquer pessoa”.
Um canto pequeno, diga-se de passagem. Mas cheio de história. Uma sala, na Galeria Antunes Maciel, no centro de Pelotas, pela qual já passou tanta história, tanta vida, tanta pessoa, que é impossível dimensionar este espaço pelas paredes que o delimitam. A RádioCom cresceu e o seu “canto” já é em qualquer canto. Um canto que se faz canto, e encanta, toda vez que alguém sintoniza o 104.5 FM ou acessa o site: www.radiocom.org.br.
Comunicadores apaixonados por rádio. Apaixonados pela cultura. Apaixonados pelo ativismo social e político. Apaixonados pela coletividade. Apaixonados pela transformação das condições de vida daqueles que não têm acesso a tudo aquilo que é direito de todos.

No dia 12 de junho de 2001, um grupo de abnegados sindicalistas, radialistas, jornalistas, artistas, desempregados e estudantes se reuniram com um sonho em comum: dar vez e voz à comunidade. Comunidade, essa, que não se limita a definições acadêmicas. Comunidade que é diversa, que é plural, e se constrói no dia a dia, nas vivências do bairro, nas angústias de cada um que sente-se enclausurado na multidão. Por quem, até conhecer a RádioCom, achava que estava sozinho. Não está! Estamos juntos!
No mês que marca o aniversário da rádio, sustentando a dor em perceber que “ainda vivemos como os nossos pais”, compreendemos, pela experiência, que as aparências não enganam, não! Quem ama o passado não vê, mas nós, apaixonados pela RádioCom, sabemos que o novo sempre vem. É por isso que a RádioCom veio. E veio para ficar! “Somos muito mais do que dois”, como diria Benedetti. E, em meio a tanto retrocesso e perseguição cultural e política, preferimos ficar com o conselho de Elis Regina. Seguiremos vivendo a RádioCom.
O sonho virou realidade!

*Eduardo Menezes é Jornalista do Sindicato dos Bancários de Pelotas e ex-comunicador da Rádiocom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *