Centrais se unem no 1º de Maio contra Bolsonaro e reforma

20171031-image_large
As 10 centrais sindicais brasileiras, reconhecidas formalmente ou não, se uniram de forma inédita para a manifestação de 1º de Maio deste ano. Também vão participar do ato as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo.
A motivação do 1º de Maio unificado , neste ano, é a defesa da Previdência. Na próxima terça-feira (16), representantes das centrais voltarão a se reunir com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para falar também da Medida Provisória (MP) 873, sobre financiamento sindical.
Esta semana, pela segunda vez seguida, foi cancelada a reunião prevista para instalar a comissão mista destinada a dar parecer sobre a MP. Sindicalistas deverão apresentar uma proposta alternativa, e existe também a expectativa de que, sem apoio, a medida acabe “caducando” no Congresso.
 Com informações da CUT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *