Categoria rejeita proposta da Fenaban

assembleia
Em assembleia, realizada nesta quarta-feira (8), na sede do Sindicato, os bancários rejeitaram a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), à exemplo do que ocorreu em todo o país. O calendário de manifestações, por outro lado, foi aprovado. A categoria esteve reunida para avaliar a oferta dos banqueiros, que, conforme divulgado anteriormente, apenas cobre a inflação nos salários, PLR, vales e demais verbas econômicas, sem aumento real dos salários. A próxima rodada de negociação está agendada para o dia 17 de agosto.

Os bancários ainda votaram pela participação no Dia do Basta, que ocorre na na próxima sexta-feira – 10 de agosto. Foram aprovadas manifestações nas agências e panfletagem com diálogo da categoria junto à população para explicar o impacto da retirada de direitos nos serviços prestados pela categoria. O Dia do Basta está sendo convocado pela CUT e demais centrais sindicais, com apoio das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e de vários movimentos sociais.

Seguindo o calendário de mobilizações, no dia 15 de agosto será realizado um Dia Nacional de Luta em defesa dos bancos públicos e contra as resoluções 22 e 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR), em Brasília, em frente ao Ministério da Fazenda. Estas resoluções determinam que empresas estatais reduzam despesas com a assistência à saúde dos trabalhadores; e limita a 6,5% da folha de pagamento a participação no custeio dos planos de súade dos funcionários pelas empresas públicas. Isso afeta tanto a Cassi (plano de saúde dos funcionários do BB), quanto o Saúde Caixa.

Imprensa Seeb Pelotas com informações da Contraf-CUT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *