Sindicato dialoga com a categoria no Dia Nacional de Luta

28311868_10209364791751627_603969897_o

Nesta quinta-feira (5), os diretores do Sindicato dos Bancários de Pelotas estiveram visitando as agências dos bancos públicos da cidade para dialogar com a categoria sobre a necessidade de se barrar as privatizações. As atividades, que se seguiram durante todo o dia, fazem parte do Dia Nacional de Luta em Defesa das Empresas Públicas e da Soberania Nacional.

Segundo o diretor Rafael Silva, que é também funcionário do Banrisul, o principal objetivo da conversa, junto à categoria, é alertar para o desmonte do Estado, colocando em risco a soberania nacional. “O governo Sartori está seguindo a cartilha adotada por Temer e Meirelles, à nível nacional, com a redução do Estado e a retirada de direitos. A intenção é dar ao Banrisul o mesmo destino que foi dado às fundações públicas”, alerta.

O dirigente lembra, ainda, da importância dos bancários participarem desse debate, levando a reflexão sobre a necessidade de manutenção do patrimônio dos gaúchos para os ambientes de trabalho. “Por isso é preciso pensar muito bem no candidato que receberá o nosso voto nas próximas eleições. Alguns já falam abertamente na privatização do Banrisul, o que pode levar a perda de postos de trabalho e, certamente, acarretará na perda de direitos e precarização do atendimento à população”, denuncia.

Sorrateiramente, o governo Sartori já vendeu R$ 29 milhões de ações do Banco, restando apenas uma parcela essencial para mantê-lo público. O Ministério Público-RS e a Comissão de Valores Mobiliários (CMV) estão investigando as operações efetivadas pelo banco, em abril de 2018, quando foram leiloados R$ 2,9 milhões de ações ordinárias (com direito a voto).

Imprensa Seeb Pelotas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *