Venda da Eletrobrás pode causar apagão no país

eletrobras

Na ânsia de entregar o patrimônio nacional, o governo ignora totalmente os riscos da privatização da Eletrobrás. A venda pode ocasionar um novo apagão, como registrado em 2001, no governo FHC. A privatização da estatal leva à desnacionalização do setor elétrico e à perda da capacidade da União de gestão dos recursos naturais e energéticos.

A Medida Provisória 814 e o Projeto de Lei 9463/2018 tratam da mudança do marco legal do setor elétrico e da venda da Eletrobrás, maior empresa de geração elétrica do país, construída desde 1951.

A redução da participação do Estado foi aprovada no Comitê Gestor do Conselho do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos). O modelo de Temer segue os moldes de FHC. Vale lembrar que em 2001 o Brasil viveu uma grave crise energética. O custo da energia subiu absurdamente.

Temer já deixou bem claro que quer privatizar tudo o que puder. Mesmo que isso signifique um retrocesso para o país e a entrega total das riquezas ao capital estrangeiro. Analistas estimam que o valor do parque gerador da Eletrobrás em R$ 370 bilhões. No entanto, o objetivo é vender por menos de 10% da quantia. Desvalorização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *