Selic reduz, mas juros seguem em alta

download
O governo de Michel Temer vem comemorando sucessivos anúncios do Banco Central de corte da taxa básica de juros da economia brasileira. De 14,25% ao ano em outubro do ano passado, ela chegou a 8,25% em setembro deste ano. A expectativa é que termine 2017 na casa dos 7%. Porém, os brasileiros continuam pagando juros abusivos.

Em agosto, a média dos juros do cartão de crédito rotativo – quando a pessoa paga apenas o mínimo da fatura – era de 397,4% ao ano. Ou seja, se o cliente deixa de pagar atualmente R$ 500,00 da conta do cartão em um mês, verá a dívida chegar a quase R$ 2.500,00 em um ano. Absurdo.

No caso dos cartões de crédito e cheques especiais, as taxas dos juros são livres e estipuladas pelos próprios bancos e não existe qualquer controle de preços ou tetos para o valor cobrado. Os bancos brasileiros só são obrigados a informar aos clientes quais são os juros aplicados caso ele decida recorrer a qualquer tipo de crédito. Contudo, não explicam detalhadamente os critérios das taxas.

Fonte: SBBA Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *