População pobre paga mais impostos

imposto
A arrecadação tributária brasileira é extremamente injusta. No país, mais de 50% do que se arrecada é originário dos tributos sobre o consumo. Apenas 20% vem da renda e menos de 4% do patrimônio. Sendo assim, o pobre é o mais penalizado, pois gasta boa parte da renda em consumo.

Isso porque, o rico consegue converter a renda em patrimônio e como no Brasil as grandes fortunas não são taxadas, o topo da pirâmide social escapa de pagar impostos. Por isso, a necessidade da reforma tributária. É inaceitável que os pobres sigam penalizados enquanto rico, que pode pagar, é beneficiado.

Importante lembrar que foi em 1995, portanto no governo do tucano Fernando Henrique Cardoso, que as rendas originárias de distribuição de lucros e dividendos e juros de capital foram isentas do imposto de renda.

A sonegação é outro problema. Os desvios de dinheiro público e a lavagem de dinheiro prejudicam o bem-estar social. Para se ter ideia, somente no ano passado, o país deixou de arrecadar R$ 500 bilhões em impostos, aponta o Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional.

Seeb Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *