Irregularidades em Agência do Banrisul em Pelotas

21057211_261801564321155_896162815_o

Mesmo que o Banrisul ainda não tenha entrado, oficialmente, no pacotaço do Governo Sartori, funcionários de uma agência do banco, em Pelotas, já estão sofrendo os efeitos dos retrocessos que estão por vir caso o banco venha a ser privatizado. Denúncias de assédio moral, perseguição de funcionários, alteração no calendário de férias, ABA (Abono assiduidade) como moeda de troca por cumprimento de metas, entre outras, têm sido recebidas com frequência por parte do Sindicato.

Com a sanção presidencial da Reforma Trabalhista, no dia 13 de julho, abre-se o caminho para que, tão logo a nova lei entre em vigor, aumentem os casos de arbitrariedade cometidos pelos gestores de bancos públicos e privados. O Sindicato já se reuniu com a gerência da agência do Banrisul, em Pelotas, exigindo que os problemas sejam solucionados. “Caso as arbitrariedades persistam, as denúncias serão levadas para a Superintendência e Direção Geral do banco”, explica o diretor do Sindicato e funcionário do Banrisul Paulo Fouchy.

As novas regras para a legislação trabalhista, que passam a valer a partir de 11 de novembro deste ano, fazem com que os acordos celebrados entre patrões e empregados passem a ter força de lei, abrindo o caminho para medidas autoritárias e abusivas por parte dos gestores. O Sindicato reforça sua posição de defesa dos interesses da categoria e pede que os trabalhadores reforcem sua participação na entidade, buscando fortalecer a categoria e resistir aos desmandos dos governos de turno.

Seeb Imprensa Pelotas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *