Bradesco é o que tem mais valorização e um dos campeões em demissão

demitido

O Bradesco, que encerra este mês um PDVE (Plano de Desligamento Voluntário Especial) e um dos campeões em demissões no sistema financeiro, é o banco com a maior valorização em julho na América Latina e nos EUA.

De acordo com a Economatica, a ação ordinária do Bradesco é a mais valorizada no mês com 9,99%. A segunda posição é ocupada pela ação preferencial da empresa, com 8,05%. O Banco do Brasil aparece no terceiro lugar, com 7,09%.

Entre os 22 bancos com ativos superiores a US$ 100 bilhões da América Latina e EUA, o Bradesco também registra o maior crescimento do valor de mercado em julho. No dia 31 do mês, a organização financeira tinha US$ 58,64 bilhões. Em junho, eram US$ 51,2 bilhões. Alta de US$ 7,36 bilhões.

O Itaú ocupa a segunda colocação, com elevação de US$ 5,00 bilhões em julho. Na sequência, Citigroup (US$ 4,32 bilhões); Banco do Brasil (US$ 2,96 bilhões) e Santander Brasil (US$ 2,11 bilhões).

Uma das provas de que não há crise no setor bancário é que todas as ações dos bancos brasileiros tiveram valorização positiva. Sem contar com a lucrativa que segue crescente.

Com informações do Seeb Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *